Olá leitor, hoje vamos tratar de um tema muito importante o impacto da inovação tecnológica sobre as formas de pagamento a CARTEIRA DIGITAL.

Ela é uma forma de realizar transferências, pagamentos, boletos com um custo benefício menor quando comparados as taxas bancárias. Mas, afinal o que é uma carteira digital? E como ela funciona?

Vamos lá, a carteira digital é uma plataforma digital onde é possível realizar todas as movimentações financeiras primordialmente realizadas com a moeda física, nela é possível realizar transferência, pagar boletos, gerar boletos nesse sentido por não se tratar de um banco específico ela precisa de uma vinculação com conta bancária.

dinheiro digital | Wake Up Cobranças
Saiba mais sobre o dinheiro digital | Wake up Cobranças

A carteira digital facilita o dia a dia do consumidor e do empreendedor no sentido de não necessariamente ser preciso a utilização de um cartão físico ou da cédula física de dinheiro, apenas com o celular as transações podem ser realizadas.

Por ser uma plataforma que facilita o acesso e o recebimento de dinheiro ela possui diversas razões sociais, ou seja, no Brasil não temos apenas uma carteira digital governamental, mas, diversas carteiras digitais pertencentes ao setor privado como exemplo podemos citar MercadoPago, PayPal e PicPay.

Tipos Diferentes

Existem diferentes tipos disponíveis no mercado a variação dependerá do sistema, os benefícios, mas, de maneira geral, as carteiras digitais ou também conhecidas como digitais wallets são Softwares oferecidos ao público na forma de aplicativos para smartphones, computadores e outros meios digitais.

O usuário precisa abrir uma conta e criar uma carteira digital recebendo uma identidade virtual isso porque essa identificação irá armazenar os dados financeiros do cliente e pode ser acessada para realizar pagamentos e fazer transações nos estabelecimentos (físicos ou virtuais) que também aderem ao serviço.

Assim, cada vez mais os aspectos relacionados a segurança do cliente serão fortificados dando ao usuário a segurança de tanto deixar a carteira física em casa quanto manter reservados os dados bancários tradicionais, substituindo-os basicamente pelo uso do smartphone. Em alguns casos, basta aproximar o aparelho da maquininha física na loja ou do QR Code do produto desejado para efetuar a transação.

Com essa situação de pandemia o Governo Federal precisou se adaptar as tecnologias criando a sua própria carteira digital.


O CAIXA TEM é um exemplo que ao nosso ver será utilizado e mantido no mercado para os futuros recebimentos, nele temos todas as características da carteira digital uma conta digital que armazena os dados, criação de senha.

O valor é liberado a princípio apenas para pagamento mediante QR Code, código bancário, e apenas posteriormente é liberado para transferência.

Finalidade

Apesar da finalidade dessa plataforma ser evitar as aglomerações nas agências e não necessariamente a implementação de uma carteira digital, perceberemos que cada vez mais as adequações aplicadas a esse período poderão manter-se no mercado após a pandemia.

dinheiro digital | Wake Up Cobranças
Saiba mais sobre o dinheiro digital | Wake Up Cobranças

Apesar dessa evolução estar associada a tecnologia e posteriormente a diversos fatores como conexão de internet, energia, disponibilidade de sistema segundo Eduardo Schaeffer (Diretor de Negócios da Globo)

(…) a massificação do NFC é restringida pela tecnologia, já que é preciso ter um aparelho compatível – normalmente os modelos mais caros dispõem dessa capacidade. Já o QR Code só precisa de uma câmera fotográfica para funcionar – apesar de também ter algumas restrições em termos de resolução e capacidade de processamento do aparelho.

Ele avalia que um dos grandes desafios para o avanço no uso das tecnologias é a necessidade de ensinar as pessoas a usarem essas opções. Quase um terço dos entrevistados, por exemplo (32%), diz saber o que é um pagamento por aproximação, mas afirma que nunca usou ou baixou aplicativos para fazê-lo.

Entre os fatores para não usar essa opção estão a preferência pelo pagamento com cartão (32%), com dinheiro (28%) e a falta de confiança. “Como a pessoa nunca teve contato, ela nem entende o que [a tecnologia] faz”, diz.

Mais Benefícios

 Assim, apesar das dificuldades apresentadas pelas tecnologias seus benefícios se sobressaem e com a pandemia sua disseminação tornou-se cada vez mais rápida.

Dessa forma, a utilização das carteiras digitais é o novo normal da sociedade que prefere na comodidade de seu lar ou na correria do dia a dia resolver as questões bancárias apenas com a utilização de um aparelho tecnológico.

Se sua empresa ainda gasta um tempo significativo com o banco físico pesquise a viabilidade de uma carteira digital, os limites para contas empresariais e pessoas jurídicas tendem a ser maiores.

Deixe sua opinião sobre isso.
Contamos com você no próximo artigo.

 446 Pessoas Leram este Artigo,  2 Visualizações Hoje


Luciana Lima Wake Up

Graduada em Direito pelo Centro Universitário de Goiás. Pós graduanda em Direito do Trabalho e Processo do Trabalho pela Anhembi Morumbi. Redatora de textos acadêmicos e na área de cobranças pela Wake Up Cobranças.

1 comentário

BIOMETRIA FACIAL PARA EVITAR FRAUDES | Wake Up Blog · Agosto 25, 2020 às 1:45 pm

[…] Todos esses setores buscaram através da utilização da biometria facial promover a segurança de seus consumidores e no setor lojista não poderia ser diferente, pois, muitas empresas enfrentam situações de fraude com crediários abertos a partir de falsas informações. […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *