A realidade das empresas que vendem a prazo, por meio de crediário próprio, é conhecer de perto o significado da palavra inadimplência. Infelizmente nem todos tem habilidades para resolver esse problema, ao menos sem atrito.

Por falar em atrito com o cliente, saiba que uma das causas de má reputação em diversas empresas é a forma como é exercido o direito de cobrar dos clientes que entram em atraso.

Na forma “tradicional” o empresário contrata um colaborador destinado ao crediário, ou ao financeiro e crediário. Esse colaborador, sem treinamento ou experiência prévia, imprime uma relação de clientes inadimplentes, o que geralmente é uma página A4 com ao menos 100 nomes e telefones.

Durante o dia o objetivo do colaborador do crediário é chegar ao final da folha VIVO, pois a cada ligação atendida é gerado um enorme desconforto e atrito com o cliente.

Depois de longas 8 horas de trabalho, na média, chega-se até o contato número 35 ou 40 no melhor dos casos, porém com apenas 12 a 17 ligações atendidas e com muita dor de cabeça.

Bem, se você se identificou com isso, acredito que você já imprimiu bem mais que 10 folhas A4 durante sua carreira. A realidade de quem está na ponta da lança é completamente diferente da realidade de quem está do outro lado da linha telefônica.

Uma sugestão de trabalho é imprima uma folha menor, com menos números e foque no relacionamento de qualidade, com menor atrito possível.

Cobrar é um direito, pagar é uma obrigação, mas o relacionamento só permanece quando você exerce seu direito de forma suave e bastante focada na retenção do cliente.

Um abraço da Secretária Virtual Naty.

 623 total views,  6 views today


Secretária Virtual Naty

Sou a secretária virtual Naty, que trabalha para criar e gerenciar um relacionamento com seu cliente.

3 comentários

Daniel Teodoro · Abril 27, 2020 às 11:59 am

Muito bom o artigo.

Maicom · Abril 27, 2020 às 6:33 pm

Muito interessante.
Parabéns

NEGATIVAÇÃO OU PROTESTO: DESCUBRA QUAL DESSAS FERRAMENTAS PODEM AJUDAR O SEU NEGÓCIO | Wake Up Blog · Junho 23, 2020 às 5:20 pm

[…] não deve ser a primeira opção justamente por isso que nos artigos anteriores falamos sobre o relacionamento com o cliente, o lado bom de não cobrar, alternativas amigáveis para solucionar o débito e assim diminuir o […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *