Olá leitor, hoje vamos falar sobre o controle de inadimplência e a importância dele para que se evite prejuízos maiores em decorrência do não recebimento com pontualidade dos débitos de seu empreendimento.

A gestão de crédito e cobrança requer uma análise de crédito coordenada e medidas de liberação, e a recuperação efetiva de pagamentos em atraso.

Controle da Inadimplência | Wake Up Cobranças
Controle da Inadimplência | Wake Up Cobranças

Equilibrar esses itens é quase uma arte. Existem várias perguntas que exigem respostas rápidas e precisas:

  • Como conceder crédito sem arrependimentos?
  • Como rastrear o comportamento do cliente durante um período de tempo?
  • O que faz com que bons clientes se tornem inadimplentes?
  • Como podemos antecipar esses problemas e tomar decisões proativas para reduzir a inadimplência?
  • Para qual cliente devo ligar primeiro? Aqueles que devem mais ou devem mais tempo?
  • Como reduzir o número de ações de cobrança aumentando a cobrança de crédito?

Vejamos a seguir as respostas para todos esses questionamentos que irão resultar no estabelecimento de uma política interna de cobrança, independente do porte de sua empresa:

Controle de devedores

Reduzir as perdas associadas à inadimplência inclui controlar a evolução das receitas e prever uma série de medidas a serem tomadas em caso de atraso.

O controle de devedores pode ser realizado manualmente (o que dá MUITO, mais, MUITO, trabalho) ou de forma virtual através de um sistema interno ou com organização em planilhas que devem ser alimentadas diariamente.

Controle dos atrasos

Use um formulário eletrônico para indicar o controle permanente sobre o cliente. O formulário eletrônico indicará: dívida total, valor ainda não devido e valor devido (identificando tempo de atraso). A planilha deve ser atualizada e analisada semanalmente.

Negocie um plano de liquidação

Quando houver atraso no pagamento, entre em contato com o cliente perguntando-lhe o motivo do atraso e procure estabelecer uma nova data para o pagamento, é de bom tom perguntar ao cliente a motivação do atraso, anotar o dia da negociação, a nova data de pagamento, deixar tudo registrado para que na ocorrência do negociador faltar e outra pessoa entrar em contato com o cliente não se tenham informações divergentes.

Se o seu cliente não puder pagar de uma só vez o débito, procure negociar um novo plano de liquidação da dívida, ponderando a aplicação de juros. Não deixe a situação piorar. Se houver descumprimento dos pagamentos, você deve agir rapidamente.

Controle da Inadimplência | Wake Up Cobranças
Controle da Inadimplência | Wake Up Cobranças

Tenha um plano de ação

A empresa que obtém o melhor reembolso é aquela que elabora um “manual de cobrança” que possa direcionar as ações da empresa em caso de inadimplência.

Caso o plano de liquidação negociado com o devedor não seja cumprido ou não seja alcançado um acordo sobre a nova data de pagamento, deverão ser rapidamente tomadas medidas mais rigorosas.

Toda equipe precisa estar alinhada a essas regras, por isso a importância de estabelecer ações, prazos, manter sempre o contato do cliente atualizado para evitar maiores constrangimentos.

Tente chegar a um acordo

Acordos ruins são melhores do que bons processos. Se você perceber que a situação do devedor é muito complicada, não há fiador, e você acha que nunca será capaz de recuperar todas as dívidas, tente chegar a um acordo com ele, de maneira que ambos sejam beneficiados.

Demandas judiciais de cobrança apesar de rápidas, causam um desgaste tanto para a empresa quanto para cliente, dessa forma mediar é melhor que cobrar.

Esperamos que esse artigo tenha ajudado! Dúvidas nos conte aqui nos comentários! Até o próximo artigo!

 3,473 Pessoas Leram este Artigo,  16 Visualizações Hoje


Luciana Lima Wake Up

Graduada em Direito pelo Centro Universitário de Goiás. Pós graduanda em Direito do Trabalho e Processo do Trabalho pela Anhembi Morumbi. Redatora de textos acadêmicos e na área de cobranças pela Wake Up Cobranças.

1 comentário

tv novelas · Janeiro 14, 2021 às 1:07 pm

Artigo interessante, irei até retornar ao seu site com mais
frequência, para mais artigos como estes. Obrigado. 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *