Olá leitor, hoje vamos tratar sobre os custos para manutenção de um filho no Brasil, isso porque além de empreendedores somos pessoas que constroem sua vida pessoal e filhos são uma temática importante que precisa ser tratada com a devida atenção.

A preparação de um lar para a chegada de um bebê possui diversos aspectos como enxoval, reforma ou construção de um novo quarto, modelo de cômodas, berço, trocadores, banheiras, itens de higiene pessoal, roupas dentre tantos outros.

Filhos pequenos | Wake Up Cobranças

A chegada uma criança também requer que a disciplina financeira seja redobrada desde a gravidez e ao longo de toda a vida da criança.

Porém outros custos precisam ser levados em consideração como assistência médica, o planejamento para licença do trabalho, as despesas com fraudas.

O planejamento financeiro pode auxiliar não apenas nos primeiros meses, mas sim a um longo prazo como nos primeiros dezoito anos, segundo alguns especialistas que tratam sobre o planejamento financeiro familiar, chega-se a desembolsar entre R$ 1 e R$ 2 milhões de reais.

MAS, CALMA!! Com a devida educação financeira você conseguirá proporcionar ao seu filho a melhor educação e qualidade possível.

PRIMEIRA INFÂNCIA

Nessa etapa da vida de seu filho é importante que cuidados com enxoval, plano de saúde, pré-natal, licença maternidade paternidade. Todas as informações tanto financeiras quanto educativas são importantes nesse momento.

filhos maiores | Wake Up Cobranças

É importante que você controle seu orçamento, escreva os gastos iniciais e faça um balanço aproximado do que precisa ser investido no seu filho nesta fase.

Apesar do que muitas empresas costumam pregar no início da infância o custo com o bebê será mínimo, fraudas, roupas, mamadeiras, plano de saúde a parte da sua renda nesse período não será tão atingida, mas a partir do momento em que for necessário a ida escola, e se a família opta por escola particular essa realidade muda.

Em todos os casos um planejamento financeiro e uma poupança ajudam a controlar as despesas extras que são ocasionadas não apenas pelos filhos, mas pela vida em si.

Vejamos uma pequena projeção dos gastos com filhos em algumas fases:

4 a 5 anos: Escola, Roupas, alimentação adequada, material escolar, festas, presentes.

7 aos 17 anos: Escola, Roupas, alimentação adequada, material escolar, festas, presentes, mesadas, cursos preparatórios, atividades esportivas.

18 aos 21 anos: Faculdade, materiais didáticos, custos com transporte, dentre outros relacionados a manutenção diária.

Por mais que o custo de uma criança possa parecer alto quando somado, pensar que ele será diluído ao longo da sua vida facilitará as coisas.

Orçamentos e planejamentos são necessários, mas o importante são os valores que passamos através da educação familiar. Os preços precisam ser pensados, mas a recompensa de se ter filhos e conseguir criá-los para um mundo tão complexo é ainda maior.

Pai e filho | Wake up Cobranças

Crianças precisam de afeto, atenção, educação e organização. Assim, não fique triste caso não consiga fazer uma poupança ou se organizar financeiramente, as dificuldades passam. Mas, disciplina e a perseverança devem prevalecer.

Um abraço. Nos vemos no próximo artigo.

 1,397 Pessoas Leram este Artigo,  6 Visualizações Hoje


Luciana Lima Wake Up

Graduada em Direito pelo Centro Universitário de Goiás. Pós graduanda em Direito do Trabalho e Processo do Trabalho pela Anhembi Morumbi. Redatora de textos acadêmicos e na área de cobranças pela Wake Up Cobranças.

2 comentários

Rolf · Julho 29, 2020 às 2:16 pm

Eu fiz umas contas e chegam a 500 mil ate os 21 anos, gostaria de saber a fonte dos cálculos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *